+100%-
Newsletter
/ Missão e Visão


Missão e Visão

Missão
Congregar, num movimento de âmbito nacional, famílias das pessoas com todo o tipo de incapacidades, mobilizando toda a sociedade para a causa comum da sua inclusão, em linha com a defesa dos direitos humanos, preconizada pela Convenção dos Direitos das Pessoas com deficiência.

Visão
A visão que os membros da presente Direção têm para o Pais-em-Rede pode resumir-se nas seguintes linhas orientadoras:

  • Dar voz às famílias das Pessoas com Deficiência ou Incapacidade, promovendo e apoiando a sua participação na defesa e garantia dos seus direitos e interesses e da sua qualidade de vida;
  • Assegurar uma participação pública, marcando presença, representando os seus associados nos domínios que se prendam com a qualidade de vida, inclusão e participação e defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência ou Incapacidade, e suas famílias;
  • Fortalecer-se e crescer para ser uma referência no suporte e capacitação das famílias das Pessoas com deficiência e incapacidade, no respeito pela Convenção Internacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência;
  • Dinamizar iniciativas que assegurem às famílias a plena inclusão seus filhos na comunidade, articulando e rentabilizando os recursos nelas existentes;
  • Persistir, à luz do novo quadro normativo, na eliminação das barreiras que impeçam a plena inclusão das Pessoas com Deficiência ou incapacidade.

Linhas de Acção

  • Dinamizar e consolidar as Delegações/Núcleos locais já existentes, garantindo que têm uma coordenação eficaz, tal como previsto nos estatutos da Pais-em-Rede, Associação;
  • Identificar oportunidades de criação de novos núcleos, com o objetivo de alargar progressivamente a representatividade da Associação, a um maior número de distritos do território nacional;
  • Fomentar o diálogo e cooperação dos núcleos entre si e destes com a direção nacional, com o objetivo de partilha de boas práticas e iniciativas promotoras da inclusão;
  • Atuar junto das comunidades locais, através dos diferentes Núcleos, participando nos Conselhos Locais de Ação Social e Comissões Sociais de Freguesia, para que a voz dos pais chegue a esses órgãos;
  • Incrementar e reorganizar a linha de apoio a famílias e a orientação das pessoas que nos contactam;
  • Dar continuidade às candidaturas e projetos em curso, bem como assegurar a sua sustentabilidade para além do financiamento inicial, em estreita colaboração com autarquias, associações e outras entidades públicas ou privadas;
  • Lançar novos projetos, que visem, nomeadamente: (1) A inclusão e participação de crianças, jovens e adultos com deficiência ou incapacidade em programas comuns existentes na comunidade; (2) a formação, no âmbito da Inclusão e direitos humanos, para profissionais de saúde e educação; (3) A implementação de um sistema de advocacy tendo em vista a efetiva defesa dos direitos da Pessoa com deficiência ou incapacidade;
  • Criar uma Comissão de Ética e operacionalizar o Conselho Consultivo previsto nos estatutos;
  • Promover parcerias e/ou protocolos de colaboração junto de outras associações ou organizações, alargando a representatividade das famílias.