+100%-
Newsletter
/ Quem Somos

Quem Somos

Pais em Rede tem o estatuto de “Organização Não Governamental para Pessoas com Deficiência” (ONGPD) Nacional. É constituída por uma rede de núcleos, e tem como objectivo promover a inclusão social das pessoas com deficiência e suas famílias, centrando-se na Cidadania Ativa.

A pequena história de Pais-em-Rede formaliza-se a 5 de Novembro de 2008 a partir de um grupo de mães que queriam mudar a sociedade pela inclusão dos seus filhos com deficiência. Aprovado o PROJETO na 1ª assembleia geral em Lisboa em 14 de Maio de 2009, a Associação começa a funcionar com base na Direção Nacional e a descentralizar-se em diferentes núcleos, o 1º dos quais surge, em Setembro, no Porto. É-nos atribuído o estatuto de IPSS.
2010 - Formam-se outros núcleos: Lisboa, Évora, Algarve, Aveiro, Santarém. O nº de associados ultrapassa os 1500.
O projeto Oficinas de Pais constrói-se a partir de uma Oficina Experimental, no ISPA, dirigida pela Prof. Doutora Júlia Serpa Pimentel.
A Dr.ª Maria Cavaco Silva concede-nos o seu Alto Patrocínio e convida os coordenadores dos núcleos para um almoço em Belém.
O Colóquio “A Força dos Pais”, a 6 de Novembro, na Fundação Gulbenkian, amplia a alma e o ardor da rede. Já muita gente entrava no espírito de valorizar a fragilidade e dar-lhe espaço.
2011 - É o ano das Oficinas de Pais/Bolsas de Pais que têm vindo a capacitar pais por esse país fora.
2012 - É o ano da viragem. A falta de meios humanos e financeiros abanam a utopia. Torna-se obrigatório profissionalizar o movimento, construir projetos, angariar fundos, desenvolver o voluntariado.
2013 - Traz o projeto Escola.em.Rede - formação de professores, projeto-piloto que se transforma num êxito, e o projeto de livros “Meninos Especiais”, sucesso imediato.
2014 - Pais-em-Rede torna-se oficialmente um parceiro social na área da Inclusão, adquirindo o estatuto oficial de ONGPD Nacional.
Reorganizam-se os Grupos de Trabalho que se fundem num só: Sociedade Inclusiva – os direitos dos nossos filhos.
Pais-em-Rede torna-se parceiro num Grande Projeto do Programa “Cidadania Ativa” da Fundação Gulbenkian/EEA Grants: “Transição para a Vida Adulta e Autodeterminação”, coordenado pela Associação de Solidariedade Social de Lafões (ASSOL).
Torna-se também parceiro num outro projeto, na área da Intervenção Precoce, proposto e coordenado pela Associação Nacional de Intervenção Precoce (ANIP): “Intervir Mais, Intervir Melhor”. Este projeto é financiado pela Fundação Gulbenkian e integra os projectos do programa Cidada Ativa.
Cria-se o Projeto-piloto “Sintra-em-Rede”, financiado pela Câmara de Sintra para inserção de jovens na comunidade.
Os ingredientes estão todos cá. Juntos, vamos conseguir!
Para conhecer em detalhe a pequena história do Pais-em-Rede clique aqui
Para conhecer o nosso projeto fundador clique aqui
Tagus Park
Síntese Azul
VdA
Opart
Mobilitec
Fundação Maria Cavaco Silva
Luso Atlântica
Gulbenkian
DGS
Nucase
Imago
Cision
Magisom
Fundação PT